Archive for the ‘ Futebol Carioca ’ Category

Urgente! Ronaldinho não joga mais no Flamengo!!!


Eis que depois de muitos desentendimentos e confusões, a situação de Ronaldinho Gaúcho no Flamengo parece ter chegado em um nível insuportável. Um ano e cinco meses após a confirmação da escolha do jogador e das juras de amor feitas ao Flamengo, depois de dar fim a uma disputa que envolvia Palmeiras e Grêmio pela sua aquisição, o camisa 10 não é mais jogador do Flamengo. Ele cobra do Rubro-Negro uma dívida de mais de 40 milhões de reais e, no início da tarde desa quinta-feira, obeteve uma liminar concedida pelo juiz André Luiz Amorim Franco, na 9a. Vara do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro, se desligando do clube, ou seja, dando fim ao vínculo que existia entre as duas partes(atleta e clube).

Em entrevista ao progrma Arena, do canal fechado Sportv, a advogada do jogador, Gislaine Nunes, afirmou com todas as letras que Ronaldinho não é mais jogador do Flamengo, que o contrato foi rescindido judicialmente, e que o valor cobrado ao Fla pelo meia é ‘altíssimo, milionário’. O vice-presidente jurídico do Flamengo, Rafael de Piro, confirmou que o clube já foi notificado da decisão judicial que deixa o jogador livre do contrato que era válido até dezembro de 2014. O diretor admitiu que a relação entre o jogador e o clube estava bastante desgastada nos últimos meses, devido às pendências financeiras. O que complicou a situação flamenguista foi neste ano, quando ficou responsável pelo pagamento integral do alto salário de Ronaldinho. Em 2011, a Traffic era responsável pelo pagamento de 75% dos vencimentos do atleta, mas desistiu do negócio em 2012.

Durante a passagem pelo Flamengo, Ronaldinho Gaúcho participou de 74 jogos, marcando 28 gols. O único título conquistado foi o Campeonato Carioca de 2011.

(Fotos: Mauricio Val-Vipcomm/ Vipcomm/ Marcelo de Jesus-Uol)

Anúncios

Vai e Vém ‘pré-Brasileirão’!!!

Eis que os campeonatos estaduais chegaram ao fim e se inicia mais um período de especulações em torno dos clubes Brasil afora, a respeito de saídas e chegadas, contratações e dispensas.


Começando pelo time mais badalado dos últimos tempos: o Santos. No Tricampeão Paulista saída e chegadas praticamente confirmadas. A despedida, que já era esperada, realmente aconteceu após o término do estadual. Nesta terça-feira, o meia Ibson foi liberado pela diretoria santista para acertar com o Flamengo. Já no Rio de Janeiro, o jogador aguarda para saber se o clube carioca conseguirá inscrevê-lo na CBF em tempo de contar com ele já estreia do Brasileirão, no próximo sábado. Para recontratar Ibson, o Fla cedeu o lateral Galhardo e o zagueiro David Braz, além de assumir o pagamento de cerca de R$ 2 milhões junto ao Spartak Moscou, da Rússia, ex-clube do atleta. Além dos jovens ex-rubro-negros, o Peixe também está próximo de anunciar mais dois nomes para reforçar o elenco para o Campeonato Brasileiro. O zagueiro Neto, do Guarani, está praticamente acertado. O atleta, que também interessa a outros clubes, já admite que as negociações com o Santos estão avançadas e que deve partir para a Vila Belmiro em cerca de dez dias. Mas o nome mais surpreendente é o de Bill. O atacante, que não é aproveitado pelo Corinthians, já está se recondicionando fisicamente no CT Rei Pelé e apenas aguarda o resultado dos exames médicos para ser confirmado como jogador do Peixe.

Saindo de Santos e indo para Belo Horizonte, onde o Cruzeiro, que decepcionou no Campeonato Mineiro, ficando de fora da decisão, resolveu trocar de comandante. Saiu o técnico Vágner Mancini, que livrou o time do rebaixamento no Brasileirão do ano passado e demitido após a eliminação dos mineiros na Copa do Brasil frente ao Atlético/PR, e assumiu Celso Roth. O novo e experiente treinador, desempregado desde a saída do Grêmio no ano passado, ele já está está em BH e será apresentado na tarde desta quarta-feira. Será a primeira vez que Roth treinará o clube celeste, treinando o rival Atlético/MG por duas oportunidades, em 2003 e em 2009. Vágner Mancini já se acertou também e foi contratado pelo Sport Recife.

Chegando no Rio de Janeiro, o Flamengo, que também não andou nada bem das pernas na primeira etapa do calendário nacional em 2012, sendo eliminado precocemente tanto do Campeonato Carioca, quanto da Libertadores da América, tenta se recuperar no torneio nacional e corre atrás de reforços. O novo gerente de futebol do clube, Zinho, participou pela primeira vez mais ativamente e apresentou os novos reforços para a equipe. Tratam-se do meia Jorge Luiz, que estava no Friburguense, e o volante Amaral, do Nova Iguaçu. E a lista de novidades não deve parar por aí. Os clube do técnico Joel Santana ainda segue atrás do zagueiro Rafael Donato, do Bahia, e do lateral Ramón, pouco utilizado no Corinthians.

No sul, o Grêmio é outro clube a buscar destaques até então desconhecidos do grande público. Foram contratados pelo Tricolor de Porto Alegre o lateral Tony, do Juventus de São Paulo, e o meia Rondinelly , que chega do Vila Nova, de Goiás. Esses desconhecidos, é claro, chegam após a maior contratação gremista da temporada, o experiente e veterano meia Zé Roberto, contratado junto ao Al Gharafa, do Catar, e se apresenta apenas do dia 4 de julho.

(Fotos: Ricardo Matsukawa-Terra/ Paulo Sérgio-Lancenet/ Tom Dib-Lancenet/ Fadi Al-Assaad-Reuters)

Ricardo Teixeira não é mais presidente da CBF!!!

(Foto: Mowa Press/Divulgação)

A manhã deste dia 12 de março de 2012 marcou o encerramento de uma jornada de 23 anos de Ricardo Teixeira à frente da Confederação Brasileira de Futebol. Através de uma carta, lida por José Maria Marín, Teixeira se despediu e comunicou a todos de que não é mais o presidente da entidade que coordena o futebol nacional. Na mesma entrevista coletiva, concedida no Rio de Janeiro, Marín, até então vice-presidente e mandatário em exercício após a licença médica do agora ex-presidente na última semana, foi anunciado como seu substituto.

(Foto: blogs.lancenet.com.br)

Entre outras colocações, Ricardo Teixeira se disse honrado por liderar a CBF por tanto tempo e agradeceu aos torcedores brasileiros. Lembrou os títulos conquistados durante esse período e considerou injusta as acusações que têm sofrido ao longo do seu comando.
Fiz nesses anos o que estava ao meu alcance, sacrificando a saúde e o convívio familiar. Fui criticado nas derrotas e subvalorizado nas vitórias. Presidir paixões não é tarefa fácil. O futebol no nosso país é associado a talento e desorganização. Quando ganhamos, despertou o talento. Quando perdemos, imperou a desorganização”.


Ricardo Teixeira assumiu a presidência da CBF em janeiro de 1989. Em sua gestão, o Brasil conquistou os títulos das Copas do Mundo de 1994 e 2002, três Copas das Confederações (1997, 2005 e 2009) e cinco Copas Américas (1989, 1997, 1999, 2004 e 2007). Foi o responsável pela criação da Copa do Brasil, em 1989, e mudou a fórmula de disputa, algumas vezes, do Campeonato Brasileiro, consolidando a fórmula, que deu certo, dos pontos corridos, a partir de 2003. Sua maior vitória foi conquistada em 2007: liderou a candidatura do Brasil para ser sede da Copa do Mundo de 2014 e, logo em seguida, tornou-se presidente do Comitê Organizador Local (COL).

José Maria Marín assume o cargo por se tratar do integrante mais velho da equipe de Teixeira. Marín já foi governador do estado de São Paulo no início dos anos 80, quando substituiu Paulo Maluf por alguns meses. Mas o que o colocou em destaque recentemente foi em janeiro deste anos, na confusão na cerimônia de premiação ao Corinthians, campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, por colocar no bolso uma das medalhas que seriam entregues aos jogadores. O mandato vai até o final de 2014, com nova eleição somente no início do ano seguinte.
Assumo a presidência de acordo com o estatuto da entidade e cumprirei o mandato até o final para fazer uma gestão de continuidade ao que vinha sendo feito.”

(Foto: AFP)

Fluminense leva a Taça Guanabara!!


Na Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, nenhuma surpresa. Os quatro grandes do estado se classificaram para as semifinais. Nas eliminatórias, o Flamengo caiu diante do Vasco e o Fluminense só conseguiu superar o Botafogo nas cobranças de pênaltis. Na decisão, o Vasco, após o excelente Campeonato Brasileiro que fez em 2011 e com oito vitórias nos oito jogos no estadual até então levava o favoritismo diante de um Fluminense que começou o Cariocão com muitas dificuldades e sofreu para conseguir a classificação. Não deu a lógica.

Em uma tarde inspirada do artilheiro Fred, o Tricolor soube se impor e anular as principais armas vascaínas. O sistema ofensivo com Deco, Thiago Neves e Fred vai se entrosando e mostrando a todos seu real valo, do nível da capacidade e categoria de cada um dos integrantes. Além deles, o jovem Wellington Nem foi outro nome de extrema importância para a conquista. Dois gols do camisa 9 e um de Nem. Eduardo Costa fez o de honra do time da Colina. Vasco 1 x 3 Fluminense.

Com a vitória e a conquista, o Flu se garante na decisão do Campeonato Carioca, onde enfrentará o campeão do segundo turno, a Taça Rio. Caso conquiste o título também da Taça Rio, o Fluminense já se consagra Campeão Carioca de 2012, assim como o Flamengo fez na temporada passada.

“Uh, Papai Chegou…”


Com seu tradicional estilo descontraído, o técnico Joel Santana se apresentou no Flamengo nessa segunda-feira para a sua quinta passagem pelo Rubro-Negro. Chegando com o obejtivo de acalmar os ânimos, depois da conturbada passagem do seu antecessor Vanderlei Luxemburgo, ‘Papai Joel’ fez questão de deixar claro o ambiente que fará questão de ter com os jogadores, priorizando a liderança e o esquema voltado para a liberdade de atuar de Ronaldinho Gaúcho.

É a quinta vez que venho para essa casa, casa essa que toda vez que estive aqui deu certo. Espero que seja assim desta vez. Se soubesse que ia acontecer o que aconteceu não teria saído. Mas estou voltando. (referência ao fato de ter aceito o convite para dirigir a seleção da África do Sul, em 2008, e de ter sido demitido antes da disputa da Copa de 2010.)”

Não vai ter nenhum tipo de problema (com Ronaldinho). Nunca teve e não teremos agora. Somos pessoas maduras, experientes, com objetivos traçados. Ronaldo não chegou por acaso onde chegou. Chegou porque é talentoso. Não sei se existe fórmula (para lidar com estrelas). Sei que nós nunca tivemos problemas de lidar com ídolos da torcida, do time. É o jogador que faz a diferença. Nós vamos nos ajudar. Eu não jogo, ele que joga e vai resolver os nossos problemas.”

(Foto: globoesporte.com)


Já nesta terça-feira foi apresentado o substituto de Joel no Bahia. E também não é nome fraco, não. E de forma completamente oposta ao estilo de ‘Papai Joel’, de terno alinhado, sapato brilhando e fala tranquila, Paulo Roberto Falcão assinou contrato com o Tricolor da boa terra até o final de 2012 e disputar os campeonatos Baiano, Brasileiro da Série A e Copa do Brasil e Sulamericana. A estreia do novo treinador deve acontecer no próximo final de semana, logo no maior clássico regional, diante do Vitória.

(Foto: esporteclubebahia.com.br)

Oficial! Luxemburgo não é mais técnico do Flamengo!


Mesmo com a fase turbulenta e cheia de ocnfusões que atravessa, o Flamengo fez uma partida decisiva da maneira como precisava, na base da raça, da vontade e do amor que a torcida que lotou o Engenhão sempre demonstra. Com um gol de cabeça de Léo Moura no primeiro tempo, e outro no finalzinho com Ronaldinho Gaúcho decretando a conquista, o Rubro-Negro venceu o Real Potosí, da Bolívia, por 2 a 0 e garantiu vaga na fase de grupos da Taça Libertadores da América. A partida de ida, na Bolívia, havia terminado 2 a 1 para os bolivianos.

Com a vitória, o Flamengo estará no Grupo 2, juntamente com o Emelec, do Equador, com o Olímpia, do Paraguai, e com o Lanús, da Argentina. Porém, nem toda essa alegria foi o suficiente para amenizar o clima para os lados da Gávea. Antes mesmo do confronto da última quarta pela Pré-Libertadores, surgiu a notícia de que o técnico Vanderlei Luxemburgo, independentemente do resultado da partida, seria demitido. Inclusive já indicando até o substituto de Luxa, que seria Joel Santana. Depois da vitória, e de toda essa infinidade de boatos e possibilidades, na tarde dessa quinta-feira, a Patrícia Amorim anunciou em entrevista coletiva, a saída do técnico Vanderlei Luxemburgo do cargo.

(Foto: Janir Junior/ Globoesporte.com)

Vencemos a partida e o Flamengo consolidou o projeto da Libertadores. Antes do jogo tivemos algumas notícias. Não tínhamos contratado nenhum treinador ontem (quarta-feira). Até hoje (quinta-feira) era o Luxemburgo. Hoje é um outro dia, outro contexto. Teve desdobramento depois do jogo, quase não dormimos, tivemos o pedido de torcedores, ouvimos jogadores, achamos importante mudar agora. Quem veio, cumpriu a missão muito bem cumprida. O ambiente estava pesado. Conversando com ele (Luxemburgo), percebendo o ambiente conturbado, vimos que os pensamentos eram divergentes. A conclusão desse encontro foi o afastamento do treinador.

Juntamente com o treinador, deixam o clube o gerente de futebol, Isaías Tinoco e, muito provavelmente, o preparador físico Antônio Mello e o auxiliar Júnior Lopes, cujas demissões não foram confirmadas pela presidente. Quem dirige o Flamengo já nesta sexa-feira, contra o Olaria, pela terceira rodada do Campeonato Carioca, é o auxiliar Jaime de Almeida. Mesmo com a negativa de Patrícia Amorim, tudo indica mesmo que o substituto de Luxemburgo seja mesmo Joel Santana. Para confirmar ainda mais a possibilidade, o ex-comandante da Seleção da África do Sul pediu demissão hoje mesmo do cargo de técnico do Bahia.

(Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias)

(Fotos: Terra)

Corinthians Campeão da Copa SP!!!

Gustavo Serbonchini e Marcos Guerra
GLOBOESPORTE.COM


Um futebol de gente grande. Os garotos do Corinthians mostraram que a bola já não é mais brincadeira. Os corintianos aproveitaram o feriado de aniversário de 458 anos da cidade de São Paulo para lotar o Pacaembu. Enfrentaram um calor escaldante. Porém, em campo, o sol parecia não incomodar os jogadores. Corinthians e Fluminense começaram com a corda toda.

Logo de cara, o Fluminense foi mostrando à torcida alvinegra que não estava na decisão à toa. Aos quatro minutos, Marcos Júnior levou a melhor em uma dividida com o zagueiro Marquinhos e obrigou o goleiro Matheus Caldeira a fazer grande defesa. A resposta foi imediata. O lateral-direito Cristiano fez boa jogada individual e disparou um foguete, obrigando Silézio a fazer boa defesa. Passada a tensão inicial do jogo, o Corinthians até começou a ter mais posse de bola e apostava nas jogadas pelas pontas, mas a defesa do Flu freava as investidas. O time carioca adotou uma estratégia de recuar seus jogadores para congestionar o setor defensivo. Mas o Tricolor esteve longe de apenas se proteger. Muito pelo contrário.

Os contra-ataques do Flu deram trabalho a Matheus Caldeira. Higor, Eduardo e, sobretudo, Marco Júnior chegavam bem ao ataque, sempre na base das tabelas. Na mais perigosa, aos 21 minutos, o mesmo Júnior cabeceou rente à trave. Nos minutos finais, o sol, enfim, parece ter abatido os jogadores. Os elencos não conseguiram manter o ritmo forte e, apesar das inúmeras tentativas, o placar não foi movimentado.

Na volta do intervalo, o técnico Narciso ainda estava irritado com a atuação abaixo do esperado do Corinthians. E a irritação aumentou mais quando a bola voltou a rolar. Logo aos quatro minutos da etapa complementar, Marcos Júnior, sempre ele, fez boa jogada pela direita e cruzou para Michael. O goleiro Matheus Caldeira até teve a bola nas mãos, mas se atrapalhou e deixou a bola nos pés do atacante. Um vacilo fatal, o primeiro em toda a Copa São Paulo – apenas o reserva Ravi havia sido vazado na competição.

A desvantagem assustou o Timão, que se lançou ao ataque com tudo. Porém, longe de ter a mesma organização apresentada na primeira etapa. O Flu, por sua vez, se manteve perigoso. Ronan e Marco Júnior sentiam-se em casa e, não fossem as boas defesas de Matheus Caldeira, teriam feito o segundo do Tricolor. Aos poucos, o Corinthians foi se recuperando do susto e conseguindo neutralizar os contra-ataques do Flu.

A insistência corintiana no campo de ataque se intensificou e, de tanto insistir, enfim, o gol de empate veio aos 21 minutos. Após cobrança de escanteio de Matheus, o capitão Antônio Carlos subiu mais alto que todo mundo e, de cabeça, não deu chances a Silézio.

O que era para ser uma festa, virou apreensão instantes depois. Matheus Caldeira sentiu uma lesão, mas não quis deixar o campo. Mesmo mancando bastante, o arqueiro se esforçava para seguir à frente da meta corintiana. A pressão tricolor era grande. Depois de Higor quase deixar o Flu novamente na dianteira, aos 31 minutos, o técnico Narciso resolveu colocar o reserva Ravi em campo. O medo de tomar o gol fatal nos últimos minutos fez com que o Tricolor começasse a cozinhar a partida, tentando levar a decisão para os pênaltis. Um tiro no pé. O Corinthians partiu para o ataque e a vitória veio do jeito que o corintiano está acostumado; no apagar das luzes, fez o gol do título. Novamente ele. Antonio Carlos, outra vez de cabeça, também após cobrança de escanteio, balançou a rede e sacramentou a vitória aos 44 minutos.

Festa da torcida corintiana, que comemora o octacampeonato da Copinha. Corinthians 2 x 1 Fluminense. O time é o maior vencedor da competição. O segundo colocado é justamente o Flu, com cinco conquistas. 2011 terminou em festa, e 2012 começa da mesma maneira para a Fiel torcida.

Anúncios