Mano caiu…Quem será o técnico da Seleção Brasileira?


Ninguém esperava que o técnico Mano Menezes acabaria deixando a Seleção, sobretudo a essa altura. Se ele havia resistido às perdas da Copa América e da medalha olímpica, aliada às derrotas em amistosos diante das seleções mais fortes, tais como França, Argentina e Alemanha, tudo indicava que ele seria mesmo o comandante para a Copa das Confederações e também na Copa do Mundo. Porém, na tarde da última sexta-feira, uma decisão tomada em reunião na Federação Paulista da Futebol surpreendeu a todos. Mano Menezes acabou demitido do cargo de treinador da Seleção Brasileira pelo presidente da CBF, José Maria Marin.

Sob o comando de Mano Menezes, o Brasil fez 33 jogos, vencendo 21, empatando seis e perdendo outros seis, o que corresponde a quase 70% dos pontos ganhos desde a sua estreia em agosto de 2010. Foram 102 jogadores convocados, sendo 13 goleiros, 9 laterais direitos, 8 esquerdos, 16 zagueiros, 18 volantes, 23 meias e 15 atacantes. O treinador, que estreou em agosto de 2010, na vitória por 2 a 0 sobre os EUA, deixa o comando da Seleção justamente após a conquista do bicampeonato do Superclássico das Américas, sobre a Argentina, em pleno estádio La Bombonera, nos pênaltis, após perder no tempo normal, por 2 a 1, quando já parecia que começava a dar um padrão ao time, tanto taticamente, quanto também aos nomes utilizados. O jogador mais chamado foi mesmo Neymar, que estreou junto com Mano, e atuou 27 jogos, marcando 17 gols.

Como era de se imaginar, os rumores sobre o substituto de Mano correm soltos e envolvem uma série de possíveis candidatos. O nome mais forte, preferido do presidente José Maria Marin, deve ser mesmo o de Luiz Felipe Scolari. Recém-saído do rebaixado Palmeiras, Felipão tem como trunfo a boa passagem pela Seleção, que culminou no título na Copa do Mundo de 2002. Porém, a má fase recente opde atrapalhar a sua escolha. Outro nome forte é do atual campeão da Liibertadores, Tite. Se contrapondo à fase de Scolari, o nome do treinador do Corinthians pode ganhar ainda mais força caso conquiste o título do Mundial Interclubes, agora em dezembro, no Japão.

Outros nomes cogitados são os de Muricy Ramalho, que era a primeira opção no final de 2010, optou por permanecer no Fluminense, com quem até então tinha contrato; Abel Braga, atual Campeão Brasileiro com o próprio Flu, e talvez a opção mais polêmica, provavelmente a mais desejada pelos torcedores e menos provável para ser escolhida pelos dirigentes brasileiros: Pep Guardiola. Sem trabalho desde a saída do Barcelona em abril deste ano, o espanhol chegou a ser cogitado anteriormente e até se disse interessado na possibilidade de comandar o Brasil na Copa do Mundo realizada por aqui, porém, os mandatários da CBF dificilmente colocarão um treinador estrangeiro no comando da Seleção. A decisão deverá ser tomada apenas em janeiro.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: