‘You win’…


Depois de iniciar a série de amistosos com ótima vitória diante da Dinamarca, contando com atuação inspirada de Hulk, autor de dois dos três gols brasileiros na vitória por 3 a 1, o time verde e amarelo viajou até Washington, nos Estados Unidos, encarar os donos da casa. Com os reforços de Neymar e Rafael, que não atuaram na primeira partida, os comandados de Mano Menezes voltaram a fazer uma boa apresentação e conseguiram vencer e convencer mais uma vez.

Marcando em cima desde o início, o Brasil mostra realmente postura diferente à que apresentava até o ano passado. Como um dos maiores destaques, o goleiro Rafael, estreante como titular no gol brasileiro, fez grandes defesas e parece confirmar sua vaga na Olimpíada de Londres. No ataque, Neymar, muito bem marcado, também jogou bem. Não deu show como de costume, mas abriu espaços importantes para finalizações de Hulk e Damião. Quem impressionou também foi Oscar. Vestindo a camisa 10, o meia, que foi confirmado como jogador do Internacional, comprado de vez junto ao São Paulo, encerrando toda a polêmica, atuou com muita tranquilidade e armou as principais jogadas ofensivas do Brasil.

Aos 11, foi dele a jogada que resultou em pênalti, quando o zagueiro norte-americano Onyewu colocou a mão na bola no chute de Leandro Damião. Neymar fez 1 a 0. Aos 25, o camisa 11 cobrou escanteio, Thiago Silva se antecipou aos zagueiros e cabeceou bonito para dobrar a vantagem. Antes do intervalo, Danilo vacilou na defesa, Bradley acertou ótimo passe em profundidade, Johnson cruzou e Gomez só teve o trabalho de empurrar para o fundo da rede.

Na etapa final, os anfitriões até pressionaram, mas não conseguiram converter a pressão em gols. Aos seis minutos, os brasileiros aproveitaram muito bem um contra-ataque e marcaram o terceiro. Em excelente troca de passes, Marcelo entrou em velocidade, jogou para Hulk, que mandou na linha de fundo para Neymar cruzar para trás para o lateral bater forte de primeira e estufar as redes. Com o terceiro gol do Brasil, os Estados Unidos se desestabilizaram na partida, passando a chegar com mais violência, principalmente em Neymar. Pato entrou aos 15 no lugar de Damião. No seu primeiro lance em campo, o atacante do Milan aproveitou cruzamento rasteiro de Neymar e bateu de primeira no pé da trave.

A partir daí, só deu EUA. E só deu Rafael. No mínimo três defesas impressionantes. Como castigo por vários gols perdidos, o golpe de misericórdia veio aos 41. Mais um contra-ataque rápido, mais um ótimo lançamento de Marcelo, no peito de Alexandre Pato, que matou bonito e encheu o pé direito para fechar a goleada. Estados Unidos 1 x 4 Brasil. No próximo domingo, o Brasil encara o México, ainda nos Estados Unidos, em Dallas.

(Fotos: Reuters/ Gettyimages brasil)

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: