Ricardo Teixeira não é mais presidente da CBF!!!

(Foto: Mowa Press/Divulgação)

A manhã deste dia 12 de março de 2012 marcou o encerramento de uma jornada de 23 anos de Ricardo Teixeira à frente da Confederação Brasileira de Futebol. Através de uma carta, lida por José Maria Marín, Teixeira se despediu e comunicou a todos de que não é mais o presidente da entidade que coordena o futebol nacional. Na mesma entrevista coletiva, concedida no Rio de Janeiro, Marín, até então vice-presidente e mandatário em exercício após a licença médica do agora ex-presidente na última semana, foi anunciado como seu substituto.

(Foto: blogs.lancenet.com.br)

Entre outras colocações, Ricardo Teixeira se disse honrado por liderar a CBF por tanto tempo e agradeceu aos torcedores brasileiros. Lembrou os títulos conquistados durante esse período e considerou injusta as acusações que têm sofrido ao longo do seu comando.
Fiz nesses anos o que estava ao meu alcance, sacrificando a saúde e o convívio familiar. Fui criticado nas derrotas e subvalorizado nas vitórias. Presidir paixões não é tarefa fácil. O futebol no nosso país é associado a talento e desorganização. Quando ganhamos, despertou o talento. Quando perdemos, imperou a desorganização”.


Ricardo Teixeira assumiu a presidência da CBF em janeiro de 1989. Em sua gestão, o Brasil conquistou os títulos das Copas do Mundo de 1994 e 2002, três Copas das Confederações (1997, 2005 e 2009) e cinco Copas Américas (1989, 1997, 1999, 2004 e 2007). Foi o responsável pela criação da Copa do Brasil, em 1989, e mudou a fórmula de disputa, algumas vezes, do Campeonato Brasileiro, consolidando a fórmula, que deu certo, dos pontos corridos, a partir de 2003. Sua maior vitória foi conquistada em 2007: liderou a candidatura do Brasil para ser sede da Copa do Mundo de 2014 e, logo em seguida, tornou-se presidente do Comitê Organizador Local (COL).

José Maria Marín assume o cargo por se tratar do integrante mais velho da equipe de Teixeira. Marín já foi governador do estado de São Paulo no início dos anos 80, quando substituiu Paulo Maluf por alguns meses. Mas o que o colocou em destaque recentemente foi em janeiro deste anos, na confusão na cerimônia de premiação ao Corinthians, campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, por colocar no bolso uma das medalhas que seriam entregues aos jogadores. O mandato vai até o final de 2014, com nova eleição somente no início do ano seguinte.
Assumo a presidência de acordo com o estatuto da entidade e cumprirei o mandato até o final para fazer uma gestão de continuidade ao que vinha sendo feito.”

(Foto: AFP)

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: