Arquivo para março \30\UTC 2012

De volta para a ponta…

Marcelo Prado
GLOBOESPORTE.COM


Novamente econômico no futebol, o São Paulo recuperou a liderança do Campeonato Paulista na noite desta quinta-feira. Em jornada pouco inspirada de suas principais peças, coube ao 12º titular do técnico Emerson Leão garantir a vitória sobre o Catanduvense. Fernandinho, em sua “segunda casa”, marcou um gol, fez a jogada do segundo e saiu de campo ovacionado pela torcida. Foi na Arena Barueri que o atacante foi revelado para o futebol e onde, em sua primeira partida pelo São Paulo, em 2010, marcou quatro gols de uma só vez.

Foi a oitava vitória consecutiva do Tricolor. Na tabela do estadual, o time foi aos mesmos 37 pontos do Corinthians, mas com vantagem no saldo de gols (18 a 12). Já o Catanduvense, que sofreu sua sétima derrota em 15 jogos, segue na luta para escapar do rebaixamento. O time de Roberval Davino tem 13 pontos, dois a mais que o XV de Piracicaba, equipe que abre a zona da degola. Os dois times voltarão a campo no fim de semana. No domingo, o Tricolor vai até Itu para enfrentar o Ituano, no estádio Novelli Júnior, a partir das 18h30m. Já o Catanduvense buscará a reabilitação em casa, diante do Guarani, no Sílvio Salles.

Já na Vila Belmiro, o jogo foi de Neymar, sempre ele. O camisa 11 comandou o show do Santos nos 5 a 0 sobre o Guaratinguetá, garantindo a classificação para a próxima fase do Campeonato Paulista. A goleada santista foi praticamente toda construída no primeiro tempo, dando a impressão de um replay dos 10 a 0 sobre o Naviraiense, pela Copa do Brasil, em 2010. Mas, no segundo tempo, o time se poupou, e Muricy tirou alguns dos titulares já pensando na maratona de jogos.

De quebra, o atacante marcou o 95º gol com a camisa do clube, ultrapassando Robinho e virando o quarto maior artilheiro do Peixe após a era Pelé – está atrás apenas de Serginho Chulapa e João Paulo (com 104), e Juary (101). A próxima partida do Santos será contra a Portuguesa, domingo, no Canindé. Já o Guaratinguetá, antepenúltimo colocado, receberá a Ponte Preta no Vale do Paraíba. Na luta contra a degola, o time tem 11 pontos e precisa vencer os três jogos que lhe restam para não depender de ninguém.

(Fotos: Bruno Santos-Terra/ Ricardo Saibun-Gazeta Press)

Anúncios

Misto morno…

Carlos Augusto Ferrari
GLOBOESPORTE.COM


A intenção de colocar dúvidas na cabeça de Tite pode não ter dado certo para os reservas, mas o Corinthians, pelo menos, assumiu temporariamente a liderança do Campeonato Paulista nesta quarta-feira. Com uma atuação discreta, o mistão do Timão venceu o XV de Piracicaba e jogou a responsabilidade para o rival São Paulo. A frente fria que chegou a São Paulo nesta quarta-feira não só espantou a torcida do Pacaembu, como pareceu ter congelado o futebol do Corinthians. Com uma formação bastante modificada do habitual e repleta de reservas sem tempo para se entrosar, o Timão teve muitos problemas e rendeu abaixo do esperado.

Aqueles que sonham com uma vaga de titular na equipe de Tite decepcionaram. No ataque, Emerson e Elton pouco fizeram e foram facilmente marcados. Gilsinho também teve dificuldades para fugir da boa marcação rival e ficou preso, sem usar a velocidade. Pior ainda foi o desempenho de Douglas. Desligado e com pouca mobilidade, o armador não cumpriu o papel de criar boas jogadas e sumiu em campo. O XV, apesar de bem posicionado em campo, foi tímido no ataque e quase não se arriscou. O melhor lance esteve nos pés de Adilson, chutando perto do travessão do estreante goleiro Cássio.

Tite decidiu mexer na formação e no sistema tático do Corinthians para o segundo tempo. Gilsinho deu lugar a Edenílson, e o Timão ganhou mais força no meio de campo. Coincidência ou não, o gol não demorou a surgir. E um golaço! Logo no primeiro minuto, Ramon disparou pelo lado esquerdo, passou por três marcadores e chutou forte, acertando o canto de Gilson.

A vantagem deu mais tranquilidade para o Corinthians trabalhar melhor a bola e subir de produção. Com Douglas ainda sumido, coube a Edenílson carregar a bola do meio para o setor ofensivo. O XV sequer esboçou reação. Estevam Soares apostou em algumas mudanças, mas nada deu certo. Tite também voltou a mexer, colocando Weldinho e Willian nas vagas de Alessandro (que saiu machucado) e Douglas, respectivamente. O Timão chegou com facilidade ao ataque, mas faltou pontaria para voltar a marcar. Corinthians 1 x 0 XV de Piracicaba. O Timão agora tem 37 pontos, mas ainda pode ser superado pelo São Paulo, que tem 34 e enfrenta o Catanduvense nesta quinta. O Tricolor leva vantagem no saldo de gols (16 a 12). O Corinthians volta a jogar no domingo, contra o Oeste, em Presidente Prudente.

Na cola dos líderes segue o Palmeiras. No mesmo dia em que se apresentou, Wesley não perdeu tempo e fez sua estreia pelo Verdão. E o final da história foi feliz para a torcida. Porém, o responsável pela alegria alviverde foi justamente aquele que perdeu espaço na equipe com a última contratação da diretoria: o agora reserva João Vitor. Sem ritmo e desentrosado, o reforço mostrou pouco. Ainda assim, o Verdão pressionou e foi premiado com a vitória sobre o Paulista, por 1 a 0, pelo Paulistão.

Em Campinas, a Ponte Preta deu uma prova de superação na noite desta quarta-feira. Mesmo com um jogador a menos desde o primeiro minuto de jogo – Willian Magrão foi expulso, a Macaca bateu a Portuguesa por 3 a 1 e garantiu a classificação para a próxima fase. Por outro lado, a derrota tira a Portuguesa da briga por uma vaga no G8.

(Fotos: Ricardo Matsukawa-Terra/ Marcos Bezerra-Futura Press/ Denny Cesare-Futura Press)

O sonho (muito) perto do fim…


Eis que os cipriotas reconhecem que a equipe do Apoel já fez história alcançando a fase de Quartas de Final da Liga dos Campeões da Europa. Na partida de ida, jogando em casa, o Apoel recebeu o gigante Real Madrid, sonhando em aumentar o tamanho de seu feito an edição 2012 da Liga. Mas o sonho ficou muito mais distante de uma possível concretização. E foi através dos pés de um brasileiro que os madrilenhos se aproximaram das semifinais. Kaká saiu do banco para contribuir e muito com a boa vitória do Real que os deixa muito próximos de se tornarem uma das quatro equipes finalistas do torneio.

O camisa 8 entrou juntamente com o também brasileiro Marcelo aos 17 minutos da etapa final e o jogo ainda estava 0 a 0. Mas os cipriotas não conseguiram mais segurar os merengues com a entrada dos tupiniquins. Aos 28, Kaká recebeu de Marcelo pelo lado esquerdo de ataque, fez boa finta e cruzou na medida para Benzema empurrar para as redes. A torcida local não se abateu e passou a ‘Apoiar’ ainda mais o ‘Apoel’. Não foi o suficiente. Aos 37, Cristiano Ronaldo tabelou com Marclo e cruzou para Kaká completar para o fundo do gol. E ainda deu tempo para CR7 lançar Ozil na direita. O alemão entrou em velocidade e cruzou por baixo para Benzema marcar o seu segundo na partida e dar números finais. Apoel 0 x 3 Real Madrid.

No jogo da volta, dia 4, próxima quarta-feira, em Madrid, os comandados de José Mourinho podem até perder por dois gols de diferença que garantem a vaga. Uma vitória de 3 a 0 do Apoel leva aos pênaltis. Na outra partida da terça-feira, bom jogo também em Lisboa. O Benfica recebeu o Chelsea e vacilou, se distanciando da classificação para as semifinais da Champions. Com um gol aos 30 minutos do segundo tempo, marcado pelo marfinense Kalou, os ingleses venceram por 1 a 0 fora de casa, e, para serem eliminados, precisariam perder por dois gols de diferença, jogando em seus domínios, na próxima semana, em Londres.

(Foto: AP/ Reuters/ GettyImages)

Por fim, Wesley é do Palmeiras!!!


Foram mais de dois meses de expectativa. Primeiro foi a dificuldade quantoà liberação junto ao Werder Bremem, da Alemanha. Depois, foi a dificuldade para arcar com a alta quantia exigida pelos alemães. Até os torcedores participaram de uma campanha de doação para alcançar o valor suficiente para trazer o meia, algo em torno de 21 milhões de reais. Campanha essa que não deu certo, vale lembrar, atingindo menos de 3% do valor total (cerca de 620 mil). Mesmo assim, o Verdão conseguiu um investidor para bancar a negociação e concretizar a chegada de Wesley. E o ex-santista foi apresentado, no final da manhã dessa terça-feira, na Academia de Futebol.

Já a vontade com a camisa verde, Wesley vem treinando no Palmeiras desde o início de fevereiro, quando se desligou do restante do elenco do Werder, mesmo com o futuro ainda indefinido. O contrato do jogador é de cinco anos. Depois de tanto alarde envolvendo sua contratação, Wesley admitiu que a cobrança quanto a seu futebol deve ser intensa, uma vez que até os torcedores contrinuíram financeiramente para trazê-lo. Vale lembrar que o dinheiro arrecadado não será utilizado e será devolvido aos palmeirenses que colaboraram. Mesmo assim, o atleta de 24 anos não se disse decepcionado com o fracasso da campanha.

Wesley começou sua carreira no Santos, onde subiu para os profissionais no ano de 2007. Em 2009, foi emprestado ao Atlético/PR, vivendo grande momento com a camisa do Furacão, com a qual conquistou o título do Campeonato Paranaense do mesmo ano. Voltou ao Peixe no ano seguinte, para se juntar a um time brilhante com Robinho, Neymar e cia. Foi Campeão da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista. No meio da temporada, se transferiu para o Werder Bremem, da Alemanha. Tem dois jogos com a camisa da Seleção Brasileira.

(Fotos: Bruno Santos-Terra)

Danilo ‘maloqueiro e sofredor’…


Na noite desta quarta-feira, o Corinthians fez mais um jogo pela Libertadores e mais uma vez se portou como vem fazendo na competição sulamericana. Precavida e insistente, a equipe do técnico Tite pressiona, cria chances, não corre muitos perigos, mas também não consegue convencer de maneira que encante o torcedor. Nada também que a torcida se importe muito, uma vez que os fiéis torcedores já se acostumaram a sofrer e ainda têm orgulho de se autonomearem ‘maloqueiros e sofredores’. Ainda mais quando a vitória vem, os corintianos acham ainda melhor que seja de maneira dramática. E mais uma vez, a história se repetiu no Pacaembu.

Assim como fez fora de casa, o Timão começou a partida diante dos mexicanos partindo para cima, pressionando desde o campo de ataque. A escalação foi a mesma, com Danilo e Alex criando e Jorge Henrique e Liedson à frente. Apresentando a tradicional raça, os anfitriões dominaram desde o início e começaram a perceber que o goleiro Corona estaria em uma noite inspirada. Já os mexicanos praticamente não assustavam o gol de Julio César, chegando no primeiro tempo apenas uma vez, com o atacante Perea desviando cruzamento e quase abrindo o placar.

Aos 35 minutos, falta na intermediária. Como de costume, Chicão e Alex se colocaram para a cobrança. Ambos já haviam arriscado bolas paradas na partida, sem sucesso. Mas dessa vez foi diferente. Alex levantou com precisão e Danilo, que já vem se tornando talismã e um dos maiores destaques corintianos, não apenas na Libertadores, como na temporada, subiu livre entre os defensores do Cruz Azul e desviou, meio que de cabeça, meio que de ombro, para o fundo das redes, fazendo explodir os mais de 30 mil ‘loucos do bando’ presentes.

No segundo tempo, os donos da casa voltaram com o mesmo ímpeto. Dispostos a decretar a vitória e a ponta do grupo, o Timão seguiu pressionando os rivais, principalmente através da velocidade de Alex, Jorge Henrique e Paulinho. O camisa 8, inclusive, até arriscou alguns chutes de longe, mas os zagueiros mexicanos se postavam bem para impedir a finalização a gol. Outro que teve grande chance foi Fábio Santos. Em excelente troca de passes, o camisa 6 recebeu de Alex, saiu de frente para Corona, tentou bater por baixo do arqueiro adversário, mas chutou errado e perdeu ótima chance.

O Cruz Azul melhorou com a entrada do brasileiro Maranhão. O rápido meia, assim como fez no México, se movimenta bastante, confundindo os zagueiros do Timão. Mas a marcação de Chicão, castán e cia. ainda conseguia abafar e impedir as tentativas de chegada dos rivais. A situação ficou ainda mais difícil para os visitantes aos 27 minutos. Émerson, que havia acabado de entrar na vaga de Liedson, partiu para cima da marcação de Fausto Pinto, cavou falta, fazendo o adversário receber o segundo amarelo e, consequentemente, o vermelho.

Com um homem a mais, os corintianos partiram para cima em busca do segundo, mas faltava acertar a conlusão final. E faltava também superar Corona, que fez ainda mais três defesas difíceis, no mínimo, antes do final do jogo. Como não poderia deixar de ser, um lance tirou o fôlego e quase transformou a alegria de uma vitória tranquila em uma tristeza por um empate desnecessário. A dois minutos do final, o ataque mexicano trocou passes com facilidade e conseguiu chegar na área alvinegra. Maranhão recebeu, avançou e bateu cruzado, acertando a trave esquerda de Julio César. Na sobra, Villa não conseguiu mandar para o fundo das redes. Sufoco que fechou com chave de ouro, ao menos para parte da Fiel torcida, a segunda vitória corintiana na Libertadores 2012. Corinthians 1 x 0 Cruz Azul.

Com mais três pontos, o Timão assumiu a primeira colocação do Grupo 6, com 8 pontos, ultrapassando o próprio Cruz Azul que ficou com 7. Uma vitória sobre o Nacional-PAR, dia 11 de abril, provavelmente em Ciudad del Este, garante a passagem para as oitavas. Caso os paraguaios, terceiros com três pontos, empatem com o Deportivo Táchira, na próxima terça-feira, na Venezuela, uma igualdade já será suficiente para o alvinegro.

O Vasco também entrou em campo precisando da vitória para permanecer em situação confortável no Grupo 5. E assim aconteceu. Os cariocas receberam o até então líder Libertad, do Paraguai, em São Januário. Com gols de Juninho e Alecsandro, os anfitriões venceram por 2 a 0 e se igualaram em pontos aos paraguaios. Nacional-URU e Alianza Lima-PER, que completam a chave, também estão empatados, com três pontos, mas um jogo a menos. Eles se enfrentam na próxima terça-feira, em Montevidéu.

O único brasileiro a não conseguir os três pontos na quarta-feira pela Libertadores foi o Inter. Jogando, sem Oscar, na altitude de 3 mil e 600 metros em La Paz, na Bolívia, o Inter saiu perdendo do The Strongest, mas contou com um gol salavdor do atacante Gilberto para selar a igualdade em 1 a 1 e permencer em boa situação no Grupo 1. Ao menos por hora, os gaúchos assumiram a ponta da chave, com o mesmo número dos bolivianos, mas melhor no saldo de gols. Porém, o Santos recebe nesta quinta-feira o lanterna Juan Aurich, do Peru, que ainda não marcou ponto algum. Uma vitória coloca o Peixe na liderança do grupo.

(Fotos: Ricardo Matsukawa-Terra/ AFP/ AP)

Urgente!! Oscar não joga mais no Inter…

Uol Esporte


(Foto: Ricardo Rímoli-Lancenet)

A volta de Oscar ao São Paulo está no papel. Horas depois do TRT-SP determinar o restabelecimento do contrato do meia com o clube paulista, a CBF agiu. Antes mesmo do previsto. O diretor de registros e transferências da CBF, Luiz Gustavo Vieira de Castro, enviou um fax para o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Noveletto, atestando que Oscar não tem mais vínculo com o Inter, e sim com o Tricolor.

(Foto: Neco Varella/Agência Freelancer)

Com a mudança, Oscar não entrará em campo pelo Inter na Bolívia. O meia foi retirado em cima da hora para o confronto com o The Strongest, válido pela quarta rodada do grupo 1 da Libertadores. Segundo o clube gaúcho, a decisão também tem um quê de prudência.
O Oscar não vai jogar. Tem uma orientação do nosso departamento jurídico para ele não entrar em campo. Nós sabíamos desde o início que teríamos idas e vindas neste processo jurídico. No entanto, existem remédios e temos convicção de que ele continuará no Internacional.”, disse o presidente do colorado, Giovanni Luigi na Bolívia.

(Foto: AP)

Susto na Vila…

O treino desta tarde de quarta-feira no Santos foi mais chamativo do que se imaginava. Tudo isso devido a um baita susto que Neymar deu em todos no CT Rei Pelé. Durante a disputa do tradicional rachão no dia que antecede uma partida, no caso o quarto jogo do Peixe na Libertadores 2012, diante do Juan Aurich, do Peru, na Vila Belmiro, o atacante se contundiu durante uma finalização. Ao tentar a conclusão com o pé esquerdo, o camisa 11 errou, e acabou sentindo uma torção. Ainda não foi confrimado se foi no pé ou no tornozelo.

(Foto:Lucas Baptista-Futura Press)

O departamento médico santista rapidamente atendeu o jogador, que teve de sair amparado do gramado, chorando muito. A assessoria do Santos informou que o atleta está bem. Mas ainda não se sabe ao certo o que poderá ter acontecido com Neymar, e se ele realmente está bem, sendo apenas um susto o que aconteceu essa tarde. De todo jeito, ele passa a ser dúvida, ao menos até que se haja alguma confirmação quanto à Neymar, para o confronto diante dos peruanos, nesta quinta-feira. Além dele, Henrique, que se contundiu no jogo da última semana, diante do mesmo Juan Aurich, em território peruano, também não tem sua escalação confirmada.

(Foto: Ivan Sorti-Lancenet)

Anúncios