Arquivo para 29 de outubro de 2010

Alegria gaúcha no Brasil gaúcho…


‘O bom filho…’. Na manhã dessa sexta-feira, o técnico Mano Menezes anunciou a lista de convocados para o último compromisso da Seleção Brasileira em 2010. E a tarefa não é das mais fáceis. Simplesmente a Argentina, dia 17 de novembro, em Doha, no Catar. Depois de muitas viagens, observações e conversas, Mano resolveu trazer de volta à Seleção um meia que encatou o mundo com seu futebol, Ronaldinho Gaúcho. Atravessando um bom momento no Milan, mas ainda longe do futebol encantador que apresentou há alguns anos atrás, Gaúcho volta ao grupo, dessa vez com o objetivo de, além de alegrar o plantel com seu carisma natural, de se manter entre os favoritos de Mano. Outro que está de volta à Seleção é Neymar. Após ficar de fora da última convocação para os amistosos contra o Irã (3 a 0), em Abu Dhabi, e diante da Ucrânia (2 a 0), em Derby, na Inglaterra, devido aos problemas disciplinares vividos no Santos na época da demissão de Dorival Júnior, o camisa 11 santista, agora mais focado e sem problemas extra-campo volta a ser chamado. A outra grande surpresa da lista foi o armador Douglas, ex-Corinthians e atualmente maestro e capitão do Grêmio. Eis a lista completa.

Goleiros

Victor (Grêmio)
Jefferson (Botafogo)
Neto (Atlético-PR)

Laterais
Daniel Alves (Barcelona-ESP)
Rafael (Manchester United-ING)
Adriano Corrêa (Barcelona-ESP)
André Santos (Fenerbahçe-TUR)

Zagueiros
Thiago Silva (Milan-ITA)
David Luiz (Benfica-POR)
Alex (Chelsea-ING)
Réver (Atlético-MG)

Volantes
Lucas (Liverpool-ING)
Ramires (Chelsea-ING)
Sandro (Tottenham-ING)
Jucilei (Corinthians)

Meias
Douglas (Grêmio)
Philippe Coutinho (Inter de Milão-ITA)
Ronaldinho Gaúcho (Milan-ITA)
Elias (Corinthians)

Atacantes
Robinho (Milan-ITA)
Alexandre Pato (Milan-ITA)
André (Dínamo de Kiev-UCR)
Neymar (Santos)

Anúncios

Com Conca fica fácil…

GLOBOESPORTE.COM

No confronto do líder contra o time sensação do segundo turno, melhor para o mais regular durante todo o Brasileirão. Melhor para quem tem Conca, fortíssimo candidato a craque da competição. Com muitas lesões e suspensões de jogadores ofensivos, Muricy Ramalho se viu obrigado a escalar somente um atacante: Washington. Renato Gaúcho, por sua vez, escolheu Souza em vez de Ferdinando e deixou o Grêmio teoricamente mais ofensivo, com três armadores e dois atacantes.

Mas na prática, quem começou pressionando foram os donos da casa. O time carioca marcava forte e jogava nos erros do Grêmio. Aproveitando o fato de ter cinco jogadores no meio de campo, o Flu roubava a bola e liberava os laterais, criando problemas para os gaúchos. Os momentos iniciais foram eletrizantes, mas o bom futebol teve que ser interrompido por alguns segundos para o atendimento do… árbitro. Heber Roberto Lopes recebeu uma bolada de Fernando Bob e, sem conseguir respirar direito, parou a partida.

o Flu se levantou e sacudiu a poeira no Engenhão. Ou melhor, o pó de arroz se fez presente no estádio para comemorar a abertura do placar. Aos 19, Mariano tocou para Conca na entrada da área. O argentino girou para cima de Souza e acertou um chutaço no ângulo direito de Victor: 1 a 0.

Sem alterações na volta do intervalo, mesmo panorama do fim do primeiro tempo. Flu encolhido e Grêmio pressionando. O Grêmio poderia ter sorte melhor na partida se Heber Roberto Lopes tivesse marcado pênalti em Jonas aos 19 minutos. Lançado na área, o artilheiro do Brasileirão se antecipou a Leandro Euzébio e foi derrubado. O lance seguiu, e dali para frente o time do Grêmio ficou muito nervoso com a arbitragem. Recebeu quatro cartões amarelos em cinco minutos, três deles por reclamação.

Melhor para o Fluminense. O time carioca se aproveitou de distração na saída de bola do Grêmio, e Thiaguinho roubou a bola de Vilson. O volante tocou para Conca, que achou Washington na área, pelo lado esquerdo. O atacante meio que passou, meio que chutou, e o argentino apareceu na segunda trave para empurrar para o gol, com Victor já batido. Ao som do tradicional grito de “time de guerreiros” das arquibancadas, era o belo desfecho de uma noite para tricolor (carioca, é claro) nenhum botar defeito. Fluminense 2 x 0 Grêmio.

Com a vitória, o Flu abriu três pontos de vantagem para o Corinthians e o Cruzeiro, pelo menos até sábado. Mas ainda que a Raposa vença o Grêmio Prudente e iguale os 57 pontos e 16 vitórias, é pouco provável que Tricolor perca a liderança, devido à enorme diferença no saldo gols: 20 contra 11 dos mineiros. Na próxima rodada, o Fluminense tem mais um confronto contra gaúchos: encara o Inter na quarta-feira, às 19h30m, em Porto Alegre. Nos mesmos dia e horário, o Grêmio visita o Goiás. Nos outros jogos da quinta-feira, o Atlético/GO recebeu e ficou no empate diante do Ceará. 1 a 1. E o São Paulo voltou a se dar bem. Jogando em Barueri, os comandados de Paulo César Carpegiani enfrentaram seu ex-clube, o Atlético/PR. O jogo foi duro, mas com gols de Ricardo Oliveira e Miranda, o time do Morumbi levou a melhor e alcançou a sétima posição na tabela.

Anúncios