Festa Centenária…

Leandro Canônico
GLOBOESPORTE.COM

(Fonte: R7 - SERGIO BARZAGHI / Gazeta Press)


“Parabéns pra você, nesta data querida…”. A torcida do Corinthians antecipou o centenário do clube, que será comemorado na próxima quarta-feira, e parabenizou o time na tarde deste domingo no Pacaembu. Até porque o clube fez por onde. O Timão, reforçado pelo retorno de Ronaldo, superou o Vitória neste domingo e se manteve na segunda colocação do Brasileirão.

Depois de 112 dias, a torcida do Corinthians voltou a vibrar eufórica com a presença de Ronaldo na escalação que é divulgada no telão do Pacaembu. Mas o torcedor que estava ansioso por ver o atacante brilhar viu na verdade um bom primeiro tempo de Iarley, companheiro do Fenômeno no ataque do Timão.

Ronaldo, aliás, deu um susto logo no primeiro minuto. Depois de disputar lance no meio, ele agachou no gramado com cara de dor, sentindo pancada, e caiu. Atendido fora de campo, voltou rapidamente, para alívio da Fiel. Alívio que se transformou em festa dez minutos depois. Roberto Carlos fez lindo lançamento para o pequeno Iarley desviar de cabeça e encobrir Viáfara.

Melhor em campo, o Corinthians tinha tudo para ampliar o marcador logo. Mas a ânsia dos jogadores em ajudar Ronaldo atrapalhou. Quando tinha uma oportunidade de contra-ataque, os alvinegros priorizavam o toque para o craque, que sem ritmo não conseguia dar a mesma velocidade às jogadas. Aos poucos, então, o Vitória se arriscou mais. Aos 35, Henrique arriscou uma pancada de fora e acertou o travessão de Júlio César. Mas, aos 47, foi mesmo o Corinthians que chegou ao segundo gol. Após ótima jogada de Alessandro pelo meio, Elias recebeu, invadiu a área e o lateral Eduardo o desarmou, mas a bola foi parar no pé de Paulinho que de primeira rolou com tranquilidade para o fundo do gol.

Na saída para o intervalo, Ronaldo declarou às rádios que não voltaria para o segundo tempo, como estava previsto pela comissão técnica. Mas quando o Corinthians retornou do vestiário, o camisa 9 estava em campo. O Vitória, por outro lado, mudou: Renato saiu para a entrada de Soares. Assim como na etapa inicial, foi o Corinthians quem tomou a iniciativa na segunda parte, perdendo algumas chances claras no início. Mas Ronaldo estava cansado. Aos 17 minutos, William Morais entraria no lugar de Iarley, mas o camisa 9 pediu para sair. E foi ovacionado pela torcida, que o aplaudiu de pé.

Embora o atacante não estivesse correndo e se movimentando muito, o jogo perdeu ritmo com a sua saída. O Vitória, então, resolveu ir para o ataque. Mas de maneira desorganizada. Sem conseguir passar pela boa marcação alvinegra, os rubro-negros também perderam o ritmo e foram esboçar reação apenas aos 37 minutos, com gol de Kléber Pereira, de cabeça. Mas os donos da casa conseguiram segurar uma pressão baiana no final e garantir a permanência da perseguição ao líder Fluminense. Corinthians 2 x 1 Vitória.

O triunfo, que teve o melhor público do Timão neste Brasileiro incluindo os não pagantes – 36.142 – , mantém a equipe com 100% de aproveitamento nos jogos como mandante. São nove partidas e nove vitórias. Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians jogaria com o Vasco, em São Januário, no Rio de Janeiro. Mas por conta das comemorações do centenário, a partida foi transferida pela CBF para o dia 13 de outubro. Portanto, o próximo duelo do Timão será no sábado, dia 4, contra o Goiás, no Pacaembu. O Vitória, por sua vez, tem compromisso na próxima quarta-feira, dia 1º de setembro. A equipe baiana recebe o Inter às 19h30m, no Barradão, em Salvador.

Nos outros jogos da 17a. rodada, destaque para o duelo de tricolores no Rio, onde o paulista conseguiu segurar o carioca. Depois de sair perdendo e conseguir virar para cima do melhor time do campeonato até aqui, o São Paulo não resistiu e sofreu o empate, com direito a gol de Rogério Ceni e defesa do goleiro em pênalti cobrado pelo ex-sãopaulino Washington. O Santos, já sem Ganso, contou com boa atuação de Neymar para bater o conturbado Goiás, em São Paulo. O Guarani mostrou ótimo poder de reação em Campinas e, após estar perdendo para o Flamengo até os 45 minutos do segundo tempo, marcou aos 46 e aos 48, conseguindo vitória épica para cima dos cariocas. E, por falar em virada, o Palmeiras de Felipão conseguiu, enfim, convencer seus torcedores. Saiu perdendo, mas se superou e conseguiu a vitória em cima do Atlético/MG de Luxemburgo, em Ipatinga, no duelo dos dois dos treinadores mais vitoriosos do país.

Rodada 16
Sábado, 28/08/2010
| São Januário
Vasco 1 x 1 Cruzeiro
| Pacaembu
Santos 2 x 0 Goiás
| Beira-Rio
Inter 1 x 0 Botafogo
| Castelão
Ceará 2 x 2 Prudente

Quinta, 26/08/2010
| Ipatingão
Atlético/MG 1 x 2 Palmeiras
| Pacaembu
Corinthians 2 x 1 Vitória
| Serra Dourada
Atlético/GO 1 x 1 Avaí
| Maracanã
Fluminense 2 x 2 São Paulo
| Brinco de Ouro
Guarani 2 x 1 Flamengo
| Arena da Baixada
Atlético/PR 1 x 1 Grêmio

1 Fluminense 37
2 Corinthians 34
3 Santos 27
4 Inter 27
5 Botafogo 27
6 Cruzeiro 25
7 Ceará 25
8 Avaí 23
9 Palmeiras 23
10 Vasco 23
11 Guarani 23
12 Atlético/PR 21
13 Flamengo 21
14 Vitória 21
15 São Paulo 19
16 Prudente 16
17 Grêmio 16
18 Atlético/MG 14
19 Atlético/GO 14
20 Goiás 13

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: