Arquivo para 23 de agosto de 2010

Bomba! Urgente! Sérgio Baresi não é mais o técnico do São Paulo!!!

Segundo informa a ESPN Brasil, através de seu site oficial, Sérgio Baresi não comandará mais o time principal do São Paulo. A diretoria sãopaulina não teria suportada a derrota chamativa diante do rival Corinthians e mudou seu pensamento em relação ao treinador interino, fazendo com que Sérgio retornasse ao comando do time sub-20 do Tricolor. Baresi treinou o time do Morumbi apenas por duas rodadas, no empate com o Cruzeiro e na derrota frente ao vice-líder do Brasileirão, na tarde de ontem.

Ainda segundo informações de bastidores apuradas pela reportagem da ESPN, o mais cotado para assumir definitivamente o cargo de treinador é Paulo Autuori, campeão da Libertadores e do Mundial Interclubes pelo São Paulo em 2005, atualmente no Al-Rayyan, do Catar.

Anúncios

Timão encostando…

GLOBOESPORTE.COM

Sob os olhares atentos de Mano Menezes, que esteve no Pacaembu, o Timão voltou a se colocar a dois pontos do líder Fluminense. Agora, já são dez jogos sem derrotas para o rival Tricolor. Motivo de sobra para os gritos de “o freguês voltou!” e “olé” ecoarem pelas arquibancadas.

Sem um centroavante preso na área, o Corinthians apostou na velocidade de seus baixinhos para infernizar a defesa do São Paulo no início da partida. Com Jorge Henrique aberto pela direita, além de Elias e Bruno César encostando em Iarley, o Timão dominou os primeiros minutos. Velocidade, aliás, foi o que faltou do outro lado. Com os gigantes Fernandão e Ricardo Oliveira, o São Paulo teve muita dificuldade para criar no campo de ataque. Marlos, única opção de armação, sofreu com a forte marcação feita por Ralf.

Aos 21, a Fiel explodiu no Pacaembu. Elias avançou com rapidez pela intermediária, a marcação não encostou e ele soltou a bomba certeira, no canto esquerdo de Rogério.

A vantagem fez o Corinthians diminuir o ímpeto e passar a controlar o jogo. O São Paulo pouco fez para reagir. Marlos e Cléber Santana não foram nem de longe os armadores esperados pelo técnico Sérgio Baresi e mostraram certa displicência em alguns lances. A melhor oportunidade de empatar surgiu aos 25. Rogério Ceni cobrou falta com perigo por cima do travessão de Julio Cesar. Mas antes do intervalo, aos 44 minutos, o Corinthians ainda teve tempo para ampliar a vantagem. Cléber Santana errou um toque de bola para trás e armou o ataque alvinegro. Jorge Henrique foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Elias apareceu entre os zagueiros para desviar e fechar o primeiro tempo com 2 a 0 para o Timão.

Na volta do intervalo, Sérgio Baresi tentou mudar o comportamento do São Paulo com as entradas de Richarlyson e do garoto Marcelinho nas vagas de Rodrigo Souto e Marlos, respectivamente. Em vão. O Corinthians continuou melhor, dominando com tranquilidade e cada vez mais próximo de marcar o terceiro.

Aos 24, o Corinthians quase ampliou com um golaço. Jorge Henrique cruzou da direita e Bruno César pegou de voleio. Rogério Ceni, melhor sãopaulino em campo, sem dúvida, voou e fez uma defesa maravilhosa. No lance seguinte, o terceiro gol alvinegro. Após a cobrança do escanteio, Jucilei subiu entre os defensores rivais e cabeceou no canto esquerdo.

O gol liquidou qualquer esperança de reação tricolor. Melhor para o Corinthians, que passou a tocar a bola e a gastar o tempo. Rogério Ceni ainda teve trabalho. Aos 41, Alessandro recebeu passe na marca do pênalti e bateu forte. O goleiro, com o braço esquerdo, operou um milagre e evitou um vexame maior. Festa corintiana no Pacaembu. Corinthians 3 x 1 São Paulo. Mais do que se manter na briga pelo quinto título nacional, o Corinthians curte a ótima fase em partidas diante do Tricolor. A última derrota no clássico majestoso aconteceu em 11 de fevereiro de 2007, quando foi batido por 3 a 1, pelo Paulistão. Neste período, foram seis vitórias alvinegras e quatro empates.

O Timão subiu para 31 pontos, apenas dois a menos que os cariocas, que empataram com o Vasco, no Maracanã. Na próxima rodada, o Corinthians pega o Cruzeiro, quarta-feira, às 22h, em Uberlândia. Já o São Paulo segue em turbulência desde a derrota na semifinal da Taça Libertadores. Além de mais uma atuação ruim, o time encosta perigosamente na zona do rebaixamento, aparecendo em 15º lugar, com 17 pontos, somente dois acima do grupo dos quatro que disputarão a Série B em 2011. Na quarta-feira, recebe o Vasco, às 22h, no Morumbi.

Nos outros jogos da rodada 15, destaque para a derrota do Atlético/MG, de Vanderlei Luxemburgo, que segue na zona de rebaixamento, para o Santos, que comemorou a permanência do astro Neymar no melhor estilo, com um gol e uma assistência do camisa 11 que não foi para o Chelsea, da Inglaterra. O Grêmio, de Renato Gaúcho, que também permanece na zona de degola, voltou a decepcionar e perdeu para o Ceará. O Palmeiras foi até Campinas, reestreou o ídolo Valdívia, que entrou no intervalo, mas não saiu do empate sem gols diante do Guarani. E no clássico carioca, o líder não conseguiu superar o Vasco. Saiu na frente, sofreu a virada mas conseguiu alcançar o empate. Deco também jogou pela primeira vez, entrando na etapa final, mas o máximo que conseguiu foi chutar por cima e perder um gol incrível, na pequena área. Final 2 a 2 no Maraca.

Rodada 15
Sábado, 21/08/2010
| Engenhão
Botafogo 1 x 0 Avaí
| Castelão
Ceará 2 x 1 Grêmio
| Serra Dourada
Goiás 1 x 2 Prudente

Domingo, 15/08/2010
| Arena da Baixada
Atlético/PR 1 x 0 Flamengo
| Maracanã
Vasco 2 x 2 Fluminense
| Brinco de Ouro
Guarani 0 x 0 Palmeiras
| Beira-Rio
Inter 1 x 1 Atlético/GO
| Ipatingão
Cruzeiro 0 x 1 Vitória
| Pacaembu
Corinthians 3 x 0 São Paulo
| Vila Belmiro
Santos 2 x 0 Atlético/MG

1 Fluminense 33
2 Corinthians 31
3 Botafogo 24
4 Ceará 24
5 Avaí 22
6 Santos 21
7 Inter 21
8 Cruzeiro 21
9 Vasco 21
10 Flamengo 20
11 Vitória 20
12 Palmeiras 20
13 Guarani 19
14 Atlético/PR 17
15 São Paulo 17
16 Prudente 15
17 Grêmio 15
18 Atlético/MG 13
19 Goiás 13
20 Atlético/GO 10

Anúncios