Arquivo para 13 de junho de 2010

África dos animais…zebra, urso e frango…

Segundo dia de Copa do Mundo e os bichos estavam à solta na África do Sul.

Marcos Felipe
GLOBOESPORTE.COM

Nas arquibancadas do estádio em Porto Elizabeth, a batalha foi indigesta. Os torcedores da Coreia do Sul levaram seus tambores para o estádio Nelson Mandela Bay, em Porto Elizabeth, mas não conseguiram abafar as barulhentas vuvuzelas dos sul-africanos. Nem por isso se intimidaram, gritando o nome do país – Dae Han Min Kuk – durante todo o jogo. Dentro do campo, a missão foi bem mais fácil. A seleção asiática, se é que pode ser chamada de zebra no duelo contra os gregos, dominou uma apática Grécia neste sábado e venceu com tranquilidade, com gols de Li Jung-Soo e Park Ji-Sung, do Manchester United, eleito o melhor da partida. Após os dois empates da véspera, coube aos sul-coreanos arrancar a primeira vitória na Copa do Mundo. Coréia do Sul 2 x 0 Grécia.

Thiago Dias
GLOBOESPORTE.COM

Já em Joanesburgo, teve gigante em campo. E teve bicho solto também. Desde o início os argentinos partiram para

Fonte: AFP


intimidar os nigerianos. Com direito a abraço de URSO do zagueiro Samuel no atacante Obasi. À beira do campo, Diego Maradona seguiu o conselho das filhas e estreou como técnico em Copas do Mundo envergando um impecável terno cinza para enfrentar a Nigéria. Em volta dele, a torcida argentina deu um trato no visual do estádio Ellis Park e carregou suas bandeiras para as arquibancadas, como se estivesse na Bombonera. Dentro de campo, os comandados de Don Diego também jogaram como manda o figurino: Messi chamou a responsabilidade e fez o time jogar para frente. O placar magro, com gol de Heinze, não chegou a empolgar, mas no fim das contas deu para ficar bem na foto. Argentina 1 x 0 Nigéria.

Rafael Maranhão
GLOBOESPORTE.COM

Para fechar o dia, em Rustenburgo, Inglaterra e Estados Unidos. A previsão foi feita pelos próprios goleiros antes da Copa: “Vai haver muitos gols estranhos”. De fato, o Mundial só precisou de dois dias para que o primeiro gol bisonho acontecesse. O goleiro Green, da Inglaterra, protagonizou o primeiro grande frango da Copa da África do Sul em chute despretensioso do norteamericano Dempsey, e, consequentemente, viu sua seleção apenas empatar com os Estados Unidos, neste sábado. Gerard marcou para os ingleses. Mas engana-se quem pensa que a falha do goleirão foi culpa da famigerada Jabulani, a bola oficial da Copa. Green falhou feio por conta própria. Inglaterra 1 x 1 EUA.