Arquivo para outubro \30\UTC 2009

O Azulão voltou… classificação e resultados

1353184-8752-ga
É. Como diria meu pai: “Pelo andar da carruagem e pelo farfalhar das folhas…”, o título do Campeonato Brasileiro deve, pela sexta vez consecutiva, deve ficar em São Paulo. Depois de Santos (em 2004), Corinthians (em 2005) e São Paulo ( 2006, 2007 e 2008), o favorito e principal candidato há tempos nesse ano deve ser mesmo o time do Palestra Itália. Outro motivo que nos confirma que os paulistas irão comemorar mais uma vez é o próprio São Paulo, que ainda está na cola e acredita no quarto título seguido.
Mas, essa missão ficou mais difícil devido ao brilhante jogo de ontem.
No Parque Antártica, mesmo depois de quatro jogos sem vitória, vindo de três derrotas, de ver sua larga vantagem acabar e passar a noite de quarta para quinta vendo o Tricolor assumir a liderança, a torcida verde encheu o estádio para apoiar a equipe (de azul!) diante de um estremecido Goiás.
O time de Muricy vinha com baixas. Alguns desfalques por contusão e suspensão, entre elas a do atacante Vágner Love, deixavam elenco e torcedores em estado de alerta, para que não se repetisse as bobeiras das últimas partidas. E realmente não foi o que aconteceu.
Precisando da vitória, o Palmeiras partiu para cima desde o início. O máximo que o Goiás conseguiu criar foi um lindo lance com o atacante Iarley, que acertou bicicleta e obrigou Marcos a salvar os donos da casa. Mas, de resto, os palmeirenses dominaram a maior parte do tempo e criaram as melhores chances de gol, incluindo uma pancada do meia Diego Souza que explodiu no travessão do goleiro Harlei. Mas a grande festa estava reservada para a etapa final. E o dono dessa festa se tratava de uma atacante que ha tempos, ao menos desde a chegada de Vágner Love, vinha sendo um discreto coadjuvante no alviverde.
Logo com cinco minutos do segundo tempo, o volante Souza faz ótima enfiada de bola para ele… Obina. O atacante baiano aparaceu entre os zagueiros do Goiás e bateu forte de perna esquerda, no ângulo do goleiro goiano. Estava aberta a porteira.
O Goiás tentou reagir, mas não tinha forças para assustar mais a defesa paulista.
Mas a noite era toda dele. Um certo atacante que falam que é melhor que Eto’o. Aos 30 minutos, Ortigoza recebeu na área e foi atropelado pelo zagueiro Rafael Tolói, em noite desastrosa diga-se de passagem. Na cobrança, Obina bateu firme, Harlei ainda tocou nela, mas não evitou. 2 a 0. 1353197-9321-ga
Foi o suficiente para destroçar o Goiás.
E quem queria mais era o camisa 28. Aos 38 minutos, Obina dominou de costas para o gol. Olhou Deyvid Sacconi passar e com lindo toque de calcanhar deixou o garoto de frente para o gol. 3 a 0.
Ainda deu tempo para mais um. Aos 42. Adivinha com quem? Obina saiu mais uma vez de cara para o gol, e demonstrou total tranquilidade para deslocar Harlei e fechar a conta. Palmeiras 4 x 0 Goiás.
1353188-0483-ga
Nos outros jogos da noite, o Atlético/MG fez o que ninguém esperava. Foi ao Maracanã, jogou mal e perdeu do último colocado, acendendo ainda mais a chama da esperança no Fluminense. Em Recife, depois de um longo tempo, devido a falta de luz na Ilha do Retiro, Sport e Coritiba ficaram no empate por um gol.

Qua, 28/10/2009
Atlético-PR 1×1 Santos
Botafogo 1×0 Náutico
Grêmio 3×1 Avaí
Cruzeiro 3×2 Santo André
São Paulo 1×0 Internacional
Barueri 2×0 Flamengo
Vitória 0x1 Corinthians

Qui, 29/10/2009
Palmeiras 4×0 Goiás
Fluminense 2×1 Atlético-MG
Sport 1×1 Coritiba

1 Palmeiras 57
2 São Paulo 55
3 Atlético-MG 53
4 Internacional 52
5 Cruzeiro 51
6 Flamengo 51
7 Grêmio 47
8 Goiás 47
9 Corinthians 45
10 Vitória 44
11 Barueri 44
12 Avaí 44
13 Santos 42
14 Atlético-PR 40
15 Coritiba 38
16 Botafogo 35
17 Santo André 32
18 Náutico 32
19 Sport 30
20 Fluminense 30

Anúncios

‘O bom JASON á ponta torna…’

Olha um certo filme se repetindo pela quarta vez consecutiva. Na ‘decisão’ da noite de ontem, a torcida acabou tendo razão quanto entoou em alto e bom som: “O CAMPEÃO VOLTOU!”1352189-8861-ga
Realmente o título desse ano ainda não está garantido, até porque se o Palmeiras vencer o Goiás, hoje á noite, no Palestra Itália, reassume a ponta da tabela, deixando o tricolor em segundo. Porém, nem que seja provisoriamente, o atual campeão brasileiro tirou o Palmeiras da primeira posição e pela primera vez nesse Brasileirão, assumiu o lugar mais alto da classificação.
No Morumbi, quem vencesse seria o primeiro colocado por no mínimo algo em torno de 21 horas. Sabendo disso, as duas equipes foram focadas na vitória. Os gaúchos do Internacional adotaram postura ousada e adiantaram a marcação para permanecer no campo de ataque. E quem resolveu fazer a atuação de destaque da noite foi o substituto de um certo ídolo da torcida tricolor. Bosco, escolhido por Ricardo Gomes pela sua maior experiência em relação ao jovem Dênis, esteve em noite inspirada e fez defesas importantes para manter invicta a defesa sãopaulina.1352195-5629-ga
Os donos da casa conseguiram oferecer maior perigo ao gol do goleiro Lauro lá para o meio do primeiro tempo, momento em que a torcida resolveu apoiar com maior ímpeto também. Mas o jogo permanecia equilibrado.
Aos 36, o lance crucial do primeiro tempo para os colorados. Após boa jogada de ataque, o lateral Kléber acionou D’Alessandro, que saiu em meio aos zagueiros, de frente a Bosco. O argentino demorou para finalizar e o goleiro camisa 22 salvou mais uma vez.
Como castigo, os visitantes sofreram o golpe fatal do “JASON” ainda na primeira etapa. Aos 47 minutos, cobrança de escanteio. Hernanes caprichou no levantamento, o então capitão André Dias não acertou o toque de calcanhar na bola, e ela sobrou para o matador Washington, que só empurrou para as redes. São Paulo 1 x 0 Inter.
1352197-7632-ga
Com a vantagem no placar, o São Paulo voltou para a segunda etapa embalado e jogando com mais velocidade. Percebendo a desvantagem não apenas numérica, o técnico Mário Sérgio ainda lançou os atacantes Marquinhos e o estreante Alan Kardec, o que equilibrou mais o jogo, pois o Inter buscava o ataque a todo custo enquanto os tricolores aproveitavam os contra-ataques com velocidade. Mais para o final do jogo, Bosco ainda fez mais duas defesas importantíssimas e manteve o placar final, garantindo mais uma vitória para o novo líder que agora seca o Verdão essa noite para permanecer na ponta.
Nos outros jogos da quarta-feira, destaque para o papelão do Flamengo em São Paulo. O rubro-negro foi até Barueri e viu sua sequencia de vitórias e invencibilidade ser interrompida. Derrota de 2 a 0 que custa um maior distanciamento do G4 e praticamente o fim do sonho de um título. Também deve ser citada a vitória da superação do Cruzeiro, que vacilava sofrendo a virada para o Santo André, que apresenta um bom futebol mas se aproxima cada vez mais do retorno para a Série B, mas os mineiros conseguiram ‘revirar’ o marcador e chegar na porta dos quatro melhores colocados. Além também do Botafogo, que, no duelo dos desesperados, conseguiu superar o Náutico e abriu três preciosos pontos ao time de Marcelinho Carioca, o primeiro na zona de rebaixamento.

Rodada 32
Qua, 28/10/2009
Atlético-PR 1×1 Santos
Botafogo 1×0 Náutico
Grêmio 3×1 Avaí
Cruzeiro 3×2 Santo André
São Paulo 1×0 Internacional
Barueri 2×0 Flamengo
Vitória 0x1 Corinthians

Qui, 29/10/2009
21:00 Palmeiras x Goiás – Parque Antártica(SP)
21:00 Fluminense x Atlético-MG – Maracanã(RJ)
21:00 Sport x Coritiba – Ilha do Retiro(PE)

Dunga surpreende na saideira de 2009…

.2C35DEDDEFC4076937B0A9619C8F
Até que a essa altura dos acontecimentos pode-se dizer que foi surpreendente a convocação do técnico Dunga para os amistosos diante de Inglaterra e da ‘potência futebolística mundial’ Omã.
Dunga optou por não convocar nenhum jogador que atua no país, devido a reta final do Campeonato Brasileiro, para não correr risco de prejudicar equipe alguma. E foi alémCom, no mínimo quatro surpresas.
Pra lateral esquerda, o treinador resolveu atender o apelo nacional e chamou Fábio Aurélio, do Liverpool. Além dele, convocou também Michel Bastos, em grande fase no Lyon. Outros que estréiam com a camisa amarela são os atacantes Carlos Eduardo, ex-Grêmio, que atua no futebol alemão e Hulk, astro e artilheiro do Porto, que nunca havia sido sequer cogitado a uma vaga na Seleção.
Como ausência sentida, deve-se lembrar ainda do meia Diego, da Juventus e do atacante Grafite, do Wolfsburg, que apesar de estarem ainda em grande fase, parecem cada vez mais distante da lembrança de Dunga e de uma vaga no grupo que vai para a Copa do Mundo.

Goleiros
Julio César (Inter de Milão)
Doni (Roma)

Laterais
Maicon (Inter de Milão)
Daniel Alves (Barcelona)
Michel Bastos (Lyon)
Fábio Aurélio (Liverpool)

Zagueiros
Luisão (Benfica)
Juan (Roma)
Naldo (Werder Bremen)
Lúcio (Inter de Milão)

Meias
Gilberto Silva (Panathinaikos)
Josué (Wolfsburg)
Ramires (Benfica)
Felipe Melo (Juventus)
Julio Baptista (Roma)
Kaká (Real Madrid)
Elano (Galatasaray)
Alex (Spartak Moscou)
Carlos Eduardo (Hoffenheim)
Lucas (Liverpool)

Atacantes
Luis Fabiano (Sevilla)
Nilmar (Villarreal)
Hulk (Porto)
Robinho (Manchester City)

González assusta e desmaia em coletiva…

Foi só um susto. Era mais uma entrevista coletiva rotineira dos jogadores do São Paulo. Porém, enquanto as questões eram feitas para o argentino Adrián González, o lateral passou mal e acabou desmaiando na frente de todos os jornalistas presentes. Antes de responder determinada pergunta, González levou a mão ao rosto, pediu um tempo para a imprensa e ia se retirando, no momento em que desabou e foi amparado por alguns jornalistas mesmo.
O jogador foi rapidamente atendido pelo médico José Sanchez, e o motivo alegado pelo especialista foi o forte calor que fez na manhã dessa segunda-feira somado ao trabalho intenso realizado na piscina, antes das entrevistas.
AdrianGonzalez_SaoPaulo_14082009_292x280
Agora está tudo bem comigo. Acho que tive a queda de pressão por causa não só do calor, mas também por ter feito tratamento na piscina. De lá fui direto para a coletiva, e o clima já estava muito abafado na sala de imprensa. Comecei a suar e me sentir mal. Foi então que parei a entrevista e tentei sair, só que acabei caindo. Mas rapidamente me recuperei e não sinto mais nada de diferente

Mesmo depois do susto, a comissão técnica sãopaulina indicou que o jogador pode ser titular no próximo compromisso do clube, na considerada ‘decisão’ para ambas as equipes, nessa quarta-feira, no Morumbi, diante do Internacional.

JASON embaralha o campeonato… classificação e resultados

E o Brasileirão mais emocionante de todos os já disputados pegou fogo e está totalmente embaralhado e indefinido. E um dos maiores responsáveis por isso foi o ‘bicho-papão’ do futebol nacional dos últimos anos.
Na Vila Belmiro, aconteceu o clássico paulista da rodada, onde o Tricolor paulista foi encarar o Peixe e teve uma missão muito difícil. Em um clássico de muita disposição e garra, São Paulo e Santos mostraram como que se faz um clássico de verdade. Com um show de gols. Jogando em casa, os santistas começaram partindo para cima dos visitantes. E a pressão deu resultado logo no sexto minuto jogado. Na primeira prova de que os defensores sãopaulinos não andam muito bem das pernas, depois de cobrança de escanteio, Rodrigo Souto desviou no primeiro poste e o garoto André, substituto de Kléber Pereira, suspenso, subiu para desviar com estilo e abrir o placar.
1349605-4078-ga
Nesse momento, quem chamou a responsabilidade foi o meio campo Hernanes. Em jogada individual, o camisa 10 sãopaulino sofreu falta do zagueiro Astorga. Ele mesmo fez a cobrança de maneira perfeita e deixou tudo igual aos 12 minutos.
Ao contrário do que se imaginava, o gol não intimidou os mandantes, que continuaram presionando e voltaram a estar em vantagem aos 26 minutos. Em mais um escanteio, e mais uma vez Rodrigo Souto. Dessa vez, o volante desviou direto para o gol, se aproveitou da falha dos zagueiros e do goleiro Rogério para desempatar. Antes do intervalo, aos 38, mais uma vez o escanteio resultou em gol. A bola passou por todo mundo e sobrou para Washington empatar o jogo.
No segundo tempo, o ritmo acelerado foi o mesmo. Aos 14 minutos, o cruzamento veio da direita, e, no maior estilo centroavante, Jorge Vágner pegou de primeira e colocou o ‘Jason’ na frente.
Ficar atrás no placar, fez Vanderlei Luxemburgo se manifestar e mexer na equipe, sacando Felipe Azevedo e Madson, para mandar para o jogo Jean e Róbson. E a mexida parecia dar resultado. Tanto que, aos 21, em ótima troca de passes do ataque, Triguinho mandou na medida para Róbson, que em sua primeira participação já igaualou o marcador novamente. Não perca as contas. 3 a 3.
Mas os torcedores do time da baixada não tiveram muito tempo para comemorar. Dois minutos depois, os rivais fizeram a festa em grande estilo. Mais de um ano depois, Rogério Ceni. Depois de falhar nos primeiros gols, o R1 foi a frente e cobrou falta com precisão, no canto do goleiro Felipe, que só lamentou. Santos 3 x 4 São Paulo.
1349615-1397-ga
Mas o jogo não havia acabado. Aos 38, longo lançamento em contra-ataque santista, e o estreante Jean sairia de frente para Rogério, que optou por sair e, atrapalhado, trombou forte com o atacante e acabou expulso. E o lance causou a revolta do capitão do time do Morumbi, que disse em alto e bom som, com todas as letras, que não quer mais que os jogos do São Paulo fossem apitados por Carlos Eugênio Simon, que segundo o goleiro, tem problema pessoal com ele.
1349619-6653-ga
Nos outros jogos da rodada, destaque para o jogo isolado da última quarta-feira, a amarelada do Verdão no ABC paulista. O líder e já tumultuado Palmeiras foi até o estádio Bruno José Daniel e encontrou-se com a terceira derrota seguida. Já são quatro jogos sem vitória e a grande diferença que tinha de vantagem, caiu para apenas um mísero pontinho.
1347173-3056-ga
Além disso, o Atlético/MG, de Tardelli, fez o dever de casa, bateu o Vitória e encostou mais do que nunca nos preocupados palmeirenses. O Inter levou a melhor no maior clássico de Porto Alegre e continua na busca, um ponto atrás do Galo, assim como o São Paulo, que completa o G4. E o Flamengo, catapultou o Botafogo para a zona de reabaixamento, e se manteve na briga pela vaga na Libertadores e no sonho do título nacional.

Rodada 31
Qua, 21/10/2009
Santo André 2×0 Palmeiras

Sáb, 24/10/2009
Náutico 2×1 Barueri
Atlético-MG 1×0 Vitória

Dom, 25/10/2009
Santos 3×4 São Paulo
Coritiba 3×2 Atlético-PR
Internacional 1×0 Grêmio
Goiás 2×2 Fluminense
Corinthians 0x1 Cruzeiro
Botafogo 0x1 Flamengo
Avaí 2×2 Sport

1 Palmeiras 54
2 Atlético-MG 53
3 Internacional 52
4 São Paulo 52
5 Flamengo 51
6 Cruzeiro 48
7 Goiás 47
8 Grêmio 44
9 Vitória 44
10 Avaí 44
11 Corinthians 42
12 Barueri 41
13 Santos 41
14 Atlético-PR 39
15 Coritiba 37
16 Santo André 32
17 Náutico 32
18 Botafogo 32
19 Sport 29
20 Fluminense 27

Liga: O cardápio foi: Peru, Frango e Pato á milanesa…

UEFA Champions League
Grupo A: Bayern Munique(ALE) – Juventus(ITA) – Bordeaux(FRA) – Maccabi Haifa(ISR)
Pela terceira rodada da Liga dos campeões da Europa, o grupo A teve os dois jogos bastante parecidos na questão do equilíbrio. O Juventus atuou em casa, e se esperava um jogo mais tranqüilo diante dos israelenses do Maccabi Haifa. Não foi o que aconteceu. Mas mesmo assim, os italianos conseguiram triunfar e, com boa atuação e passe de Diego, gol de Chiellini e 1 a 0 para a Juve. Na outra partida, os alemães do Bayer de Munique não foram páreo para o Bordeaux que, apoiado pela sua torcida, saiu perdendo, mas conseguiu a virada e alcançou a liderança do grupo.
1 Bordeaux 7
2 Juventus 5
3 Bayern de Munique 4
4 Maccabi Haifa 0

Grupo B: Manchester United(ING) – Wolfsburg(ALE) – CSKA(RUS) – Besiktas(TUR)
No grupo B, o Manchester United encontrou muitas dificuldades, mas conseguiram se impor e garantir os 100% de aproveitamento nas primeiras três partidas. Os ingleses foram até Moscou, no estádio Luzhiniki, e alcançaram a vitória com um gol isolado do volante equatoriano Valencia. Já na outra partida, o Wolfsburg e Grafite dessa vez deixaram a desejar. Jogando em território alemão, o time da casa não encontrou seu melhor futebol e ficou no 0 a 0. Além de perder dois pontos, os anfitriões ainda sofreram pressão intensa da torcida, que protestou bastante e perdeu o atacante brasileiro Grafite, que foi expulso ao acertar um tapa no rosto do zagueiro adversário.
1 Man. United 9
2 Wolfsburg 4
3 CSKA Moscou 3
4 Besiktas 1

Grupo C: Real Madrid(ESP) – Milan(ITA) – Olympique Marselha(FRA) – Zurique(SUI)
O confronto, talvez, mais esperado do torneio aconteceu em Madrid. Mais específicamente no estádio Santiago Bernabéu. Simplesmente Real Madrid e Milan. O primeiro jogo de Kaká diante da sua ex-equipe. Como se esse fosse o único chamativo da partida.0,,30556021-EX,00 E o duelo foi realmente digno de um Real Madrid x Milan. Eletrizante. Movimentado desde o início, o duelo apresentou um Real partindo pra cima, mas ciente de que não poderia dar espaços ao time italiano, que buscava os contra-ataques. E é claro que a participação brasileira era fundamental para um clássico desse tamanho. E a primeira participação brasuca mais chamativa, digamos que não foi lá das mais felizes. Aos 19, o jovem espanhol Granero arriscou de fora da área e o goleiro Dida abafou sem maiores problemas. Porém, antes de segurar a bola com firmeza, o goleiro brasileiro já olhava para frente. Ela escapou de seus dedos, pegou em seu joelho e sobrou de presente para Raúl, que estava esperto, limpou Dida e abriu o placar. O jogo foi para a etapa final e o desenho da partida parecia que não iria se alterar. Só parecia. O treinador Leonardo chacoalhou o time no intervalo e deu resultado. Aos 18, Pirlo enche o pé do meio da avenida e surpreendeu o goleiro madrilenho Casillas. 1 a 1. Já que a entrada havia sido ‘peru á brasileira’, o prato principal foi ‘frango espanhol’, servido aos 22. Zambrotta fez longo lançamento no meio da defesa do Real. Casillas saiu desesperado, perdeu o tempo da bola, tentou cortar até com a cabeça, mas não foi feliz. Melhor para o garoto Alexandre Pato, que só teve o trabalho de empurrar, virando o jogo. Os donos da casa não se intimidaram e foram em busca do empate, alcançando-o aos 31, com o holandês Drenthe, que arriscou chute de fora da área e acertou no cantinho de Dida. 2 a 2. Com as duas equipes buscando o gol de desempate, a partida ficou aberta e aos 43 minutos, o golpe final e decisivo foi da equipe italiana, mas com gosto brasileiro. Ronaldinho Gaúcho, que teve ótima participação no jogo, deve-se deixar registrado, dominou na intermediária, jogou para Seedorf, que olhou um atacante entrando do outro lado. Fez o cruzamento, e Pato pegou de primeira e deu o toque final ao tempero italiano, gosto azedo para os espanhóis em Madrid.Real Madrid 2 x 3 Milan.CA3PN0ASCARANC5VCADP25R2CASTF6E2CAB1QY0TCAK1CM89CAPRPH3SCAF64VMWCA522MH5CATPU57TCATHKTO7CAN382OUCA6YLX0HCANFDC60CA4ET5CFCARAE451CA09EL1KCA6QZ6PKNo outro jogo da chave, o Olimpique de Marselha bateu o Zurich, na Suiça, por 1 a 0 e se manteve vivo na briga por uma vaga para a próxima fase.
1 Milan 6
2 Real Madrid 6
3 Olympique de Marselha 3
4 FC Zurich 3

Grupo D: Chelsea(ING) – Porto(POR) – Atlético Madrid(ESP) – Apoel(CHP)
Os ingleses do Chelsea encontraram vida fácil pela terceira rodada ao receber o Atlético de Madrid, que atravessa péssima fase, tanto no campeonato nacional, quanto na Liga. Em Londres, o jogo, teoricamente, mais equilibrado do grupo, teve atuação inspirada de Kalou e os Blues fizeram 4 a 0 e não enxergam ninguém a sua frente. Na outra disputa, o jogo foi mais equilibrado, mas o Porto, que saiu perdendo, contou com dois gols do brasileiro Hulk e conseguiu a virada pra cima do Apoel, no Chipre e se firmou na segunda colocação.
1 Chelsea 9
2 Porto 6
3 Apoel 1
4 Atlético de Madri 1

Grupo E: Lyon(FRA) – Liverpool(ING) – Fiorentina(ITA) – Debreceni(HUN)
Em Liverpool, os donos da casa, bastante desfalcados, e ainda perdendo seu capitão Gerard no início do jogo por contusão, receberam o Lyon e não conseguiram segurar o ímpeto francês. No final, 2 a 1 para os franceses, de virada e situação inglesa no grupo mais delicada. Isso porque a Fiorentina foi até a Hungria enfrentar o Debreceni, tomou alguns sustos, mais conseguiu triunfar em território adversário. 4 a 3 para os italianos e segunda colocação assumida.
1 Lyon 9
2 Fiorentina 6
3 Liverpool 3
4 Debreceni 0

Grupo F: Barcelona(ESP) – Internazionale(ITA) – Dínamo Kiev(UCR) – Rubin Kazan(RUS)
Mas a zebra da rodada, tratou de passear pelos gramados onde aconteciam as partidas do grupo F. Mas específicamente na Ucrânia e principalemente no Camp Nou. Os atuais campeões europeus do Barcelona tomaram um gol com menos de dois minutos, buscaram reagir, mas o Rubin Kazan conseguiu levar a melhor e surpreender não só a torcida local, como todos os expectadores da partida ao redor do planeta. No fim, 2 a 1 para os russos. E em Kiev, sustos e mais sustos para a torcida italiana. O Dínamo complicou demais a vida da Inter, que jogando fora de casa, não apresentou o mesmo futebol da mesma partida e acabou no empate. 2 a 2, com direto a gol contra do capitão da Seleção Brasileira Lúcio. Resultado: grupo totalmente embolado e indefinido.
1 Barcelona 4
2 Dínamo de Kiev 4
3 Rubin Kazan 4
4 Inter de Milão 3

Grupo G: Sevilla(ESP) – Rangers(ESC) – Stuttgart(ALE) – Unirea(ROM)
Dessa vez, Luis Fabiano nem precisou fazer maiores esforços. Com uma atuação incontestável, o Sevilla foi até Stuttgart, enfrentar o time local e venceu. O atacante brasileiro passou em branco, mais os espanhóis bateram os alemães por 3 a 1 e garantiram os 100% de aproveitamento. O destaque da chave ficou para a tranqüila vitória do romenos do Unirea, em Glasgow, surpreendendo o Rangers. 4 a 1, com nada mais, nada menos, que três gols contra na mesma partida. Dois a favor do Unirea e um a favor dos escoceses.
1 Sevilla 9
2 Unirea 4
3 Stuttgart 2
4 Rangers 1

Grupo H: Arsenal(ING) – Olimpiakos(GRE) – AZ Alkmaar(HOL) – Standard Liége(BEL)
No grupo H, foi provado que o galinho tem mesmo coração forte. Com gol nos acréscimos, os comandados de Zico do Olimpiacos alcançaram a vitória, de virada, diante do Standard Liége, da Bélgica por 2 a 1. Com o resultado, os gregos encostam no líder. Líder esse que ainda é o Arsenal, mesmo com o tropeço contra o AZ Alkmaar. Tropeço esse que foi decidido também aos 48 da etapa final. 1 a 1.
1 Arsenal 7
2 Olympiacos 6
3 AZ Alkmaar 2
4 Standard Liège 1

Para Roth, já se sabe quem será o campeão… e se é pra alegria geral da nação, diga a Fiel que ele fica…

Com a vitória diante do São Paulo em pleno Morumbi, no último sábado, o Atlético/MG foi o único dos quatro primeiros colocados da tabela a conquistar os três pontos. Mais do que isso. O Galo mineiro assumiu a segunda posição e voltou a incomodar o líder Palmeiras. Embora o time paulista ainda tenha quatro pontos de vantagem, a seqüência de três maus resultados já incomoda e muito os comandados do técnico Muricy Ramalho, que já ligaram o sinal de alerta. Ainda mais depois das declarações, mais uma vez fortes e polêmicas, do goleiro e capitão Marcos, que acusou alguns companheiros de falhar nos gols do Flamengo, na última partida.O Palmeiras enfrenta hoje á noite, o Santo André, no estádio Bruno José Daniel, no jogo isolado da noite pelo torneio nacional. Ocasião perfeita para os alviverdes recuperarem e abrirem diferença ainda maior na ponta da tabela.
Com todo esse alvoroço no clube de Palestra Itália, quem pretende aproveitar essa situação é o Atlético, que vem numa crescente e vai ser campeão.

1309427-4793-it2
Calma palmeirense! Essa é só a opinião do treinador Celso Roth.
Em entrevista ao programa Arena SporTV, na tarde dessa quarta-feira, o treinador do clube mineiro afirmou com todas as letras que o Atletico/MG ultrapassará o Palmeiras na pontuação e será o campeão brasileiro. Mesmo elogiando os demais concorrentes ao título, Roth se mostrou bastante confiante e disse que o bom rendimento na competição se deve ao planejamento feito pelos clubes.

Todo mundo quer chegar na frente. O Atlético-MG no início da competição não era apontado como favorito e mudou isso. O Atlético-MG vai ser campeão ” – afirmou Celso Roth.

Em 2008, ele chegou a ficar 15 rodadas na liderança com o Grêmio e o time era considerado um dos grandes favoritos. Mas o sonho não se concretizou. O Tricolor gaúcho acabou com o vice-campeonato, ficando apenas três pontos atrás do São Paulo.

E no Corinthians, apesar de estar atravessando um momento difícil, já que a equipe não consegue apresentar um bom futebol e vem somando resultados ruins no Brasileirão, o momento é de alegria e satisfação. Tudo isso por causa da tão esperada decisão do atacante Ronaldo. E ele fica! Nessa terça-feira, o Fenômeno informou em entrevista coletiva no Parque São Jorge que encerrará a carreira no clube da capital. Ronaldo informou que a permanência para 2010 já está certa e que negocia o contrato já para 2011. Para o acerto, o atacante até deixou de lado o amor que sempre teve por um certo clube carioca, o qual esteve muito próximo de jogar no último ano.

Jogar no Flamengo é um sonho que eu tinha e já acabou. O amor que eu sempre tive pelo Flamengo está completamente de lado. Sou corintiano agora e vou encerrar minha carreira aqui.”

Contratado no dia 9 de dezembro de 2008, o Fenômeno fez 31 jogos até agora pelo Corinthians. Nessas partidas, o camisa 9 fez um total de 19 gols.
G0511B8F62B474F0386FE4D47399DD5BA

Anúncios